Palavras do Pr Klaus G. Rempel:

“Eu era menino e tinha 5 anos. Foi no quintal da casa de meus pais, na periferia da cidade de São Paulo e teve churrasco naquele dia. O Pastor Traugott Salzmann, sua esposa, meu pai Johann Rempel, minha mãe Anni e mais algumas pessoas, estavam em torno de uma mesa, enquanto nós crianças brincávamos. Muitos anos depois eu vim a compreender o que tinha acontecido naquele domingo, 16 de agosto de 1957: a fundação da primeira Igreja Evangélica Livre no Brasil. Ao todo 20 pioneiros assinaram aquela ata, e hoje nenhum deles está mais conosco.

Na realidade o início remonta a 23 de abril de 1937, quando chegada a Santos o Pr Traugott Salzmann, a convite de uma missionário alemão, que tinha assegurado que, a partir do momento da chegada do novo obreiro, a igreja em São Paulo iria responsabilizar-se pelo seu sustento. Mas esta igreja não existia. Havia apenas um grupo de pessoas estrangeiras que falavam o alemão.

Traugott Salzmann nunca teve atrás de si uma organização estrangeira garantindo seu sustento e de sua família. Mas ele testemunha: ‘Nunca nos faltaram teto e roupa e nunca passamos fome. E eu me sinto um privilegiado, pois também nunca me faltaram irmãos e irmãs em Cristo que com grande amor e fidelidade identificara-se com o meu trabalho.’ (História da Igreja Evangélica Livre – Johanner Klement – pg 77. 1999).

O início da igreja foi nos lares dos irmãos. Nos fins de semana os cultos aconteciam alternadamente em Santo André e em São Paulo, ou igrejas que cediam seus espaços para os cultos e durante a semana havia grupos familiares. Em uma assembleia em 1962 foi decidida a compra de um terreno na Rua Filinto de Almeida em Santo André, sendo o lançamento da pedra fundamental em 12 de abril de 1964 e a inauguração do templo em 06 de setembro do mesmo ano, hoje a IEL Santo André.

Uma vez que o grupo era composto de irmãos de São Paulo e Santo André, em 12 de março de 1971 foi feito o pagamento da entrada de dois terrenos na Rua Épiro, em São Paulo, sendo feito o lançamento da pedra fundamental em 08 de outubro de 1972 e em 13 de março de 1977 a Capela do Redentor foi inaugurada e consagrada ao Senhor.

Depois de 40 anos de ministério, Pr Salzmann se aposenta sendo seu culto de despedida em 24 de abril de 1977, tornando-se Pastor Edmund Spieker e sua esposa Marli o titular da igreja em São Paulo e em 1978 chegava Pr Mário F. Junghans e sua esposa Teófila em Santo André. Além de atenderem o grupo remanescente de fala alemã, ambos os pastores deram novos impulsos às respectivas igrejas, que agora ficavam no trabalho local e assim surgiu a IEL São Paulo e a IEL Santo André.

Neste agosto de 2019 festejamos 60 anos de fundação da primeira Igreja Evangélica Livre no Brasil. Felizmente o início dado pelo Pr Traugott Salzmann não parou aí: mais de 70 missionários alemães  da Igreja Evangélica Livre da Alemanha, através da Allianz-Mission vieram ao Brasil para plantarem e desenvolverem novas igrejas. Também vieram várias famílias de missionários da IEL dos Estados Unidos e até uma família da igreja no Japão lançaram a semente para o crescimento de nossas igrejas e obras sociais. Outras igrejas independentes se associaram conosco e hoje como Convenção das Igrejas Evangélicas Livres somos 47 igrejas estabelecidas, 3 congregações, 8 projetos de plantação de igreja, divididos em 5 regiões no Brasil. Temos nosso Seminário Teológico das Igrejas Evangélicas Livres (SETIEL) para educação teológica de nossos futuros e atuais líderes e através da Secretaria de Plantação de Igrejas (SPI) oferecemos treinamento e ferramentas para os nossos plantadores de novas igrejas. Como fruto da presença missionária da Alemanha também surgiram obras sociais como creche e escola em Toledo PR, obras sociais e missionárias como Levante em Recife PE, e mais recentemente em Envira AM. Na área de literatura evangélica, a Editora Evangélica Esperança foi fundada buscando abençoar a igreja evangélica brasileira com suas publicações de excelente conteúdo.

Juntos como igrejas criamos e sustentamos a Associação Missionária Evangélica Livre (AMEL) onde como igreja brasileira enviamos 8 famílias de missionários para outras culturas e continentes.

Aos 60 anos, sendo uma denominação em amadurecimento, queremos expressar a nossa gratidão a Deus por todos aqueles que nos antecederam, deixando o seu exemplo de vida e que, sem medirem esforços, dedicaram-se em implantar e expandir a IEL no Brasil.

Termino com as palavras do Pr Traugott Salzmann: ‘Contemplando hoje o caminho da igreja, vejo muita fraqueza e insuficiência humana, mas também o grande amor e a fidelidade de Deus de Deus para conosco. Isto me enche de gratidão e louvor. Pela vontade de Deus cresceu uma raiz bastante modesta a bonita árvore de nome Igreja Evangélica Livre em São Paulo. Por isso, Soli Deo Gloria!’. (História da Igreja Evangélica Livre – Johannes Klement – pg 30.1999).

Um forte abraço a todos”.

Termo de Abertura da Igreja Evangélica Livre em São Paulo em 16 de Agosto de 1959.