24/05/2020 Superando a Amargura

Superando a Amargura Gênesis 45

Sempre que a tragédias vem em nossa direção, basicamente duas perguntas enormes aparecem diante de nós: “Por que isso aconteceu?” e “Onde está Deus em tudo isso“? Uma boa teologia é a resposta para as questões mais profundas da vida. Não que ela irá responder tudo o que quero saber, mas ela ajuda a entender quem é Deus, quem somos e como Deus trabalha no mundo. A história de José nos fornece algumas ideias sobre como Deus trabalha até através de “malfeitores” para realizar seus propósitos, transformando o mal em bem. O resultado final (às vezes visto muitos anos depois) é quando olhamos para trás e dizemos: “Não poderia ser diferente, tinha que acontecer dessa forma“.

Porque Deus age assim? Deus não é o autor do mal, nem nos tenta a fazer o mal. Deus não é a causa do mal ou um parceiro no mal. Ele não faz pecadores pecar, mas até o que eles fazem se encaixa em seu plano final.

Como, sabendo disso, pode ajudar minha fé?

  1. a) Saberemos que nossos problemas não aconteceram por acidente.
  2. b) Conseguiremos ver o bem, onde outros apenas conseguem ver o mal.
  3. c) Teremos um motivo para perdoar aqueles que nos fazem o mal.
  4. d) Passaremos a admirar, de forma nova, a sabedoria de Deus em todas as coisas.

 O que fazer com isso? Como podemos viver assim em um mundo onde tragédias parecem nunca cessar? A resposta é simples, mas não é fácil de colocar em prática. Vivemos assim pela fé. Escolhemos acreditar que Deus está trabalhando em tudo o que acontece conosco. Fé assim se fortalece quando se baseia na Palavra de Deus. E é por isso que a história de José é tão importante. Uma boa teologia pode resgatar nossas almas em momentos em que a maioria cede ao desespero e à amargura. Aqueles que acreditam na soberania de Deus podem vencer a amargura por meio do dispendioso ato de perdão. Esta é a palavra do Senhor.

Pr. Frithold Krüger

Publicar um comentário