A revelação de Deus

A revelação de Deus

Hebreus 1.1-4v

 

Introdução
A Carta aos Hebreus é considerada como quinto evangelho por alguns teólogos que retrata o ministério celestial de Jesus, que foi assunto aos céus, está sentado ao trono e exerce o papel de sumo sacerdote, advogado e intercessor e ELE hoje pode nos socorrer por causa desse ministério que exerce até que Ele venha buscar a sua amada igreja.

A revelação de Deus
1. Muitas vezes e de muitas maneiras – v. 1
Deus revelou ao seu povo, no AT, o seu plano eterno de salvação utilizando varias formas (palavra diretas, sonhos, revelações angelicais, profecias, sinais e maravilhas…).

2. Nestes últimos dias, nos falou pelo filho – v.2-3
A expressão últimos dias indica o momento conclusivo e pleno do processo de revelação divina, onde teve seu inicio com a encarnação do filho de Deus.
O cumprimento de toda profecia e o anúncio da salvação através de Cristo.

3. Expressão exata do seu Ser – v.3
Jesus possui a glória original de Deus. Conhecê-lo é conhecer o Pai (Jo 14.8-9). Ele foi enviado para fazer Deus conhecido aos seres humanos e providenciar a salvação da condenação dos pecados.

4. Tão superior aos anjos – v.4
Havia entre os judeus o pensamento equivocado de que Deus tinha se distanciado, não sendo mais acessível aos seres humanos, e por causa disso os anjos atuavam como intermediários. Jesus é o único mediador entre Deus e os seres humanos (1Tm 2.4-5) e superior a todos os seres espirituais criados (Hb 1.5-8).

Publicar um comentário