Não construir em área de risco é praticar a palavra de Deus!

Não construir em área de risco é praticar a palavra de Deus!

Mateus 7:24-29

 

 

Hoje estamos aqui para louvar a Deus por mais um ano de vida como Igreja. É sempre importante comemorarmos pois vemos o que o Senhor fez em nosso meio, como Ele fez e como a Igreja tem caminhado. Um dos principais motivos de gratidão a Deus é o fato de que ao longo destes 63 anos, a Igreja esteve e assim continua alicerçada na Verdade que é o próprio Cristo! E é sobre isso, baseado na parábola dos “dois alicerces” ou do “prudente e insensato” que vamos conversar.

No texto de Mateus 7:24-29 é possível ver dois tipos de pessoas e também como e onde elas constroem suas vidas, principalmente na questão espiritual. Aqui, enxergamos como é a vida daquelas que praticam e não praticam a Palavra de Deus.

Afinal de contas, o que Jesus pode nos ensinar com base neste trecho e como isso pode se aplicar ao aniversário de 63 anos de nossa amada Igreja?

Vejamos alguns pontos importantes:

 

1 – Não basta ouvir, é preciso praticar! – Mateus 7:24a

2 – Quem pratica é prudente e vive bem porque constrói em bom alicerce – Mateus 7:24b

3 – O prudente aguenta o tranco pois seu Alicerce é Cristo – Mateus 7:25

4 – Quem é insensato, não pratica a palavra e não vive bem – Mateus 7:26-27

5 – Em Cristo, o Grande Mestre, está toda a autoridade – Mateus 7:28-29

 

Conclusão:

– Devemos ter um senso enorme de gratidão para com aqueles que tiveram o sonho de iniciar nossa Igreja e que após muito suor e esforço assim o fizeram e a  alicerçaram em terreno  firme e forte, no caso, Jesus o Filho de Deus! O Senhor também nos  ensina com o texto de hoje que nossa vida deve estar fixada n’Ele e não em qualquer outra coisa que não faça sentido!     É praticando a Palavra que seremos alegres e completos.

“Saibam, portanto, que o Senhor, o seu Deus, é Deus; ele é o Deus fiel, que mantém a aliança e a bondade por mil gerações daqueles que o amam e guardam os seus mandamentos” (Deuteronômio 7:9).

 

Pr. Lucas Sena

Publicar um comentário